Bioplastia


É considerada a cirurgia plástica do milênio.

É mais um arsenal fantástico para colaborar com o rejuvenescimento, o equilíbrio, perfeição estética, correção e reparações de alterações estruturais da face e de certas regiões do corpo.

A Bioplastia pode realçar a beleza, ajudar no rejuvenescimento e corrigir imperfeições.

É muito importante o bom conhecimento cirúrgico por parte do médico que realizará o procedimento, portanto é recomendado que seja feito por um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e que sejam utilizados os materiais adequados ao procedimento.

Apesar de ser uma intervenção sem cortes, é um procedimento permanente em que os cuidados de anti-sepsia, anestesia e marcação correta não podem ser esquecidos.

A aplicação é realizada com anestesia local, como a do dentista. São realizados pequenos pertuitos menores de 0,2 mm, por onde são introduzidas microcânulas, que vão transportar o PMMA. São utilizadas quantidades de PMMA, proporcionais aos efeitos volumétricos desejados.

O paciente pode retornar para as atividades no mesmo dia. Pode ocorrer um edema (inchaço) leve que dura alguns poucos dias.

Muitas das imperfeições que só podiam ser corrigidas com a cirurgia, agora podem se beneficiar da Bioplastia.
Mas além da técnica deve haver arte e bom senso na hora do procedimento.

É preciso saber qual o desejo real do paciente e ponderar realisticamente se é condizente com a realidade. Não é possível prometer milagres, mesmo porque a prioridade do resultado é pela beleza aliada à naturalidade. A artificialidade não é bonita.

É o caso, por exemplo, daquela senhora com os lábios extremamente marcados por sulcos profundos decorrentes de exposição exagerada ao sol e hábito de fumar que deseja em um único procedimento retirar todas estas ruguinhas em volta dos lábios. O médico consciente irá lhe dizer que há um limite entre deixar esta região completamente lisa às custas de um lábio aumentado ao exagero ou aliar ao procedimento outras técnicas como dermabrasão, peeling ou laser, que, conforme o caso, irão oferecer um lábio mais rejuvenescido e belo sem perder a naturalidade. Em outras palavras, o médico tem que ter sensibilidade suficiente para saber até quanto pode ser aumentada determinada região já que o procedimento é definitivo.


Bioplastia Corretiva

A Bioplastia pode corrigir pequenas e médias alterações inestéticas como o queixo retraído, imperfeições do dorso do nariz genéticas ou decorrentes de traumas, lábios muito finos, mandíbulas sem angulação ou sem definição e outras alterações, desequilíbrio entre uma região da face em relação à lateral, seqüelas de queimaduras ou cicatrizes.

É possível aumentar o queixo, com uma forma mais afilada, de estética feminina ou larga de estética masculina, engrossar os lábios, redefinir a mandíbula e corrigir pequenas depressões da face ou mesmo retificar o dorso e arrebitar o nariz.

Em uma bioplastia bem feita o paciente sempre fica mais bonito, mais jovem e harmônico.


Correção do Nariz

A Bioplastia pode ser utilizada para corrigir algumas imperfeições no dorso do nariz ou mesmo arrebitar o nariz.

A Técnica de Bioplastia, ao invés de retirar a projeção do dorso do nariz, preenche um espaço que vai da projeção até a glabela, deixando o nariz mais retilíneo. Pode retificar a ponta do nariz. Com aplicações na base, pode mesmo arrebitar discretamente o nariz.

É um recurso também usado naqueles casos em que a ponta nasal não é muito bem definida e quando a ponta “cai” quando o paciente sorri.


Rejuvenescimento

Com a bioplastia de rejuvenescimento facial pode-se corrigir rugas da região da testa, entre as sobrancelhas, ao redor dos olhos, em volta do nariz e lábios como o conhecido como “bigode chinês” e o “código de barras” em volta dos lábios.

Também podem ser preenchidos aqueles sulcos do pescoço e colo.

Pode-se corrigir as “olheiras” decorrentes do “murchamento” da região abaixo das pálpebras inferiores, levantar o canto dos lábios que costumam cair, levantar a ponta do nariz, corrigir aquela bochecha que teima em cair ou aquele encovamento em torno do queixo que dá o aspecto do famoso “queixo de bruxa”.

Há casos em que é preciso preencher o lóbulo da orelha que está “murcho” ou o dorso das mãos. São pequenos detalhes que não modificam a aparência do paciente, apenas resultam em um aspecto mais jovial no conjunto, como se a pessoa tivesse dormido muito bem ou estivesse mais feliz.


Bioplastia Para Beleza

Em alguns casos a bioplastia oferece beleza aliada a uma ajuda profissional.

Por exemplo: uma modelo fotográfica que precisa corrigir uma pequena depressão na ponta do nariz para ficar mais fotogênica ou o vendedor que precisa definir um pouco mais o contorno da mandíbula e queixo para resultar em uma aparência mais máscula e confiante.

Em outros casos apenas um aumento de um determinado contorno ou relevo da face levam a um resultado mais harmônico e belo, realçando a beleza que o paciente já apresenta.

De qualquer forma a bioplastia veio para ficar e por ser um procedimento minimamente invasivo e com uma recuperação rápida, consiste em mais um arsenal do cirurgião plástico para correção de pequenos defeitos, valorização da beleza e harmonia que pode ser usado como coadjuvante ou até mesmo substituindo alguns procedimentos.